A medalha de ouro e o Terço

A atleta brasileira Juliana Gomes conquistou nos jogos Pan-America no Canadá a medalha de ouro. Subiu ao pódio para receber a medalha e ergueu um Terço. “A minha vitória vem da graça de Deus e da minha entrega ao Senhor”.

A corrida deu-se no dia 21 de julho, no Estádio de Atletismo de York University. Foi a segunda vez que fez uma prova de 5000m. Foi muito especial essa vitória para a atleta, mãe de família e católica. Juliana completou o tempo 15m49s97.

Juliana conta que vem de uma família católica e tem grande devoção por Nossa Senhora.

“É muito bom sentir como nossas orações estão sendo ouvidas”, refere Juliana.

Chegando em primeiro lugar na competição, Juliana não hesitou em erguer o seu terço e expressar sua fé. “As pessoas precisam de ter Fé e anunciá-la. Alguns ficaram surpreendidos e perguntaram como tive coragem; mas é assim mesmo.

“Se hoje estou aqui, é porque Deus permitiu. Vou continuar enquanto Ele permitir, se não, serei apenas mãe”.

E, é da família que Juliana demonstra vir sua base. Ela conta que algumas de suas irmãs são evangélicas e, mesmo com as diferentes religiões, todos se respeitam na unidade cristã. “É a prova de que Deus é maior. Estamos sempre orando um pelo outro”, afirmou.

Fato marcante dessa unidade, para a atleta, foi momentos antes de ir para o Pan-Americano, quando recebeu uma foto de sua família reunida, de joelhos e com o terço nas mãos, rezando por ela. “Esta é a maior vitória”, exclama.

A fé é vivida por Juliana no seu dia-a-dia e não apenas em momentos específicos da vida, como as corridas. Leva seu filho para a catequese e vai à Missa com o seu esposo.

“Deus está no meio de nós. É difícil dizer que vamos expor nossa fé, erguer o terço. Mas, não podemos ter medo. É Ele quem nos dá a vitória”, conclui.